quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

O VISITANTE DA NOITE

a meu muso Eduardo Moniz Vianna

O visitante trouxe
O perfume das flores
Negras de sua barba
A maciez das pétalas
De suas mãos
A rosa púrpura
De seu ciúme
A rigidez da haste
Das folhas de seu desejo
Deixou-me úmida
Da seiva de seus beijos
E perdeu-se
Na noite dos jardins

5 comentários:

Eduardo disse...

Mon amour,
vc nunca cansa de me surpreender, mas desta vez vc se superou!

um bj enorme do Visiteur du Soir

Sérgio Gerônimo disse...

salve nobre criatura:
nada como ter um muso inpirador...
parabéns em todos os sentidos, inclusive...
bjão
sg

Luar Lian disse...

my dling delirante mórbida semelhança, qdo me darás a honra de me seguir???
Lindos (vc, seus versos, seu muso)!
bj
Márcia L

monica disse...

A Lucia Nobre está cada vez mais surpreendente! Escritora que encanta nos seus versos...
Maravilhosa, como sempre!!!

Clauky Boom disse...

olá poeta,

vim regar o jardim de suas palavras com meus olhos... bela visita de sua ins-piração.

beijos

Clauky Boom
(uma dElllas)